Conto – A virgem (parte 1)

A VIRGEM (parte 1)

Autor: Lady Lilith
Temática: CFNM, Mulher Madura, Masturbação, Dominação

Gabriel é o ilustre protagonista dessa história, um jovem branco que acabara de completar os 18 anos, muito inocente, tem cabelo preto liso, olhos verdes e uma aparência delicada, mede 1,70.

É um rapaz bastante inocente que nunca transou, passa a maior parte do tempo estudando e jogando na internet, só sai de casa pra jogar futebol, sua família é de classe média sendo filho único e um pouco mimado pelos pais, durante os 15 anos passou uma temporada em Portugal.
Durante a adolescência Gabriel teve poucas namoradas e o máximo que atingiu sexualmente com elas foram beijos, amassos e passadas de mão.
Há 3 meses conheceu uma garota de forma inusitada, dentro de um ônibus. Na ocasião ela tinha esquecido o dinheiro da passagem, o jovem se ofereceu para pagar a passagem mesmo sem conhecê-la, seu nome era Helen, conversaram e fizeram amizade durante o percurso do ônibus e passada uma semana estavam namorando.
Ela, uma garota de 18 anos, sua aparência também transparece inocência, já teve alguns namorados mas ainda é virgem, Helen é branca cabelo preto liso curto indo até seus ombros, magra com seios pequenos e bumbum médio, seu corpo é proporcional ao seu tamanho de 1.65. Em especial, seu rosto é muito bonito e sua aparência a faz parecer uma adolescente de no máximo 16 anos.
O namoro caminhava muito bem, em pouco tempo a menina foi apresentada a seus pais e logo, Gabriel também conheceu a família da jovem.
Sua mãe Ivone, tem 42 anos, separada a mais de 3 anos, cuida das duas filhas trabalha como assistente de loja para sustentar a família de classe média-baixa, moram no bairro do estácio. Ivone tem uma voz de comando firme no trabalho e em sua casa, É branca mas sua pele é bem bronzeada pelo sol, cabelos castanhos que costumam ficar presos em rabo de cavalo. com 1,74 está levemente acima do peso o que é compensado por suas pernas e bunda muito firmes, e seios grandes.
A Irmã de Helen chama-se Diana, tem 22 anos, faz faculdade de educação física, morena clara um pouco bronzeada, com 1,70 tem o corpo bem equilibrado e sem gordura nenhuma, seios médios e uma bunda bem feita, cabelos pretos lisos, sorriso bonito, uma garota bem descontraída do tipo que faz muitas amizades aonde vai.
Já no primeiro mês de namoro os jovens saíam bastante, se beijavam a todo tempo, o calor e o desejo eram crescentes nos dois, Gabriel acreditou que logo iria chegar ao sexo com esta garota.
A mãe de Helen gostava de recebê-lo em sua casa, lá era sempre bem tratado pela família, segundo ela, é preferível que eles namorem lá por ser mais seguro, frequentemente Gabriel passava noites de sexta ou sábado na casa, mas Ivone marcava firme, não deixava que os beijos esquentassem muito e também não podiam dormir juntos.
Ainda com as restrições impostas pela mãe os dois continuavam cheios de fogo, Gabriel estava aflito, passava suas noites imaginando como que comeria a namorada.
Helen também ficava excitada com as carícias, Gabriel tocava em várias partes de seu corpo e a fazia ficar arrepiada, ainda assim, Helen era virgem e contou a Gabriel que ainda não estava pronta para dar esse passo.
Gabriel entendia a menina, continuaram namorando e os amassos ficavam cada vez mais eróticos, seu pau roçava na menina por cima da roupa, a jovem sentia o membro duro encostando em seu corpo, ficava excitada, seria só questão de tempo até que chegassem a este nível e fizessem sexo.
            Agora que já sabem como chegaram até aí, é hora de narrar o que aconteceu certo dia quando Gabriel foi passar a noite de sexta na casa da namorada.
Ficaram na sala de estar, Helen alugou um DVD e se juntaram para assistir o filme, Ivone estava junto com eles assistindo o filme, mas eles ainda se beijavam, o clima esquentava ainda mais quando Ivone estava mais distraída com o filme, Gabriel chegou até mesmo a passar a mão por baixo da saia de Helen tocando em suas coxas e avançando chegando muito próximo a sua virilha.
– Cuidado a minha mãe pode ver.
           Era o que Helen dizia, mas não pedia para que parasse, sua calcinha já molhada de tesão, ela deixava escapar alguns suspiros. Ivone ora ou outra olhava para eles com certa desconfiança.

Você também pode gostar de

Alessio

Um nerd brasileiro apaixonado por fetiches relacionados a dominação feminina e feliz em apresentar esse conteúdo para as pessoas. Também é expert em feedar no lolzinho.

Deixar uma resposta

Top